Instituto Cultural Usiminas amplia atuação em 2017

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

46 projetos foram patrocinados por meio de leis de incentivo, somando um investimento

de R$ 6,4 milhões

Em 23 anos de história, o Instituto Cultural Usiminas vem direcionando sua atuação para realizar atividades que fazem a diferença na vida das pessoas. Em 2017, R$ 6,4 milhões foram investidos por meio de Leis de Incentivo Estaduais e Federais, em 46 projetos culturais, esportivos e sociais que beneficiaram 15 cidades dos estados de Minas Gerais e São Paulo.

Muito além de números expressivos, o Instituto orgulha-se de levar às diversas localidades onde a Usiminas atua o cuidado com as comunidades e colaboradores da empresa: são ações educativas que incentivam o envolvimento de alunos e professores com a arte, a cultura e o esporte; espetáculos de qualidade e acessíveis; projetos culturais que viabilizam a circulação de ações por diversas cidades do país; e projetos esportivos que oferecem, além de formação em diversas modalidades, a oportunidade do desenvolvimento social.

A diretora do Instituto Cultural Usiminas, Penélope Portugal, comemora a conclusão de mais um ano de intensas atividades. “Foram milhares de pessoas que circularam pelo Centro Cultural Usiminas e Teatro Zelia Olguin, que se envolveram nas diversas atividades dos projetos patrocinados e que participaram das ações para os colaboradores das empresas Usiminas em várias unidades. Estamos muito felizes com a conclusão de um ano em que pudemos proporcionar diversão e formação de alta qualidade, para um número expressivo de pessoas, em diferentes lugares”, declara.

Projetos patrocinados

Em 2017 o Instituto fez a gestão de R$6,4 milhões disponibilizados pelas empresas Usiminas por meio de mecanismos de incentivo fiscal. 46 projetos de 15 cidades de Minas Gerais e São Paulo foram patrocinados no ano. Projetos como o 10º Salão do Livro Vale do Aço, Festival da Criança, ECOMOV Voleibol, APAE Ipatinga: Atletismo e Bocha Paralímpica foram alguns dos 17 projetos culturais e esportivos realizados na região do Vale do Aço no ano. Em Itatiaiuçu, centro-oeste de Minas, a ACIRPA – Associação dos Produtores Caseiros de Itatiaiuçu e Região teve seu projeto de manutenção patrocinado, que ofereceu capacitação para artesãos locais com foco na geração de emprego e renda.

No estado de São Paulo, na região da Baixada Santista, Guarulhos e Taubaté, 17 projetos culturais e esportivos foram realizados por meio das Leis de Incentivo do Estado, como os projetos Arte e Vida, Primeiras Notas e Vozes do Bem, que ofereceram a capacitação em atividades de dança e musicalização para crianças e adolescentes. O Circular Histórias da Mata contou a história das comunidades ribeirinhas e quilombolas dentro de um ônibus que circulou por Cubatão, Santos, Guarulhos e Taubaté. Os projetos Judô Social – Centros de Iniciação III e Centro de Formação de Taekwondo beneficiaram crianças e jovens com aulas de judô e taekwondo, além dos outros projetos que ofereceram formação em futsal, ginástica artística, voleibol e handebol.

Espaços próprios

O Centro Cultural Usiminas e Teatro Zélia Olguin, em Ipatinga, receberam 149 mil pessoas em suas atrações em 2017. Foram 492 atividades entre oficinas, exposições, ações de estímulo à leitura, teatro, shows e dança. A Ação Educativa atendeu mais de 28.500 mil pessoas em sua programação, totalizando 431 agendamentos de escolas públicas e privadas, universidades, grupos de portadores de necessidades especiais, creches, grupos de 3ª idade e outras instituições sociais, somando 159 instituições diferentes, de 34 cidades do Colar Metropolitano do Vale do Aço, além de outras regiões de Minas Gerais.

Um dos destaques da programação educativa foram as exposições “Do Outro Lado do Desenho”, com obras do escultor mineiro Leo Santana, incluindo a réplica da escultura “Drummond no Calçadão”, do escritor Carlos Drummond Andrade, e a exposição “Senna na Cabeça e no Coração”, com 60 capacetes, sendo seis originais de Ayrton Senna, que foram utilizados em sua carreira e outros 54 modelos customizados por personalidades. As duas exposições receberam um público de mais de 8 mil visitantes. A programação dos espaços culturais Usiminas conta com o patrocínio da Usiminas por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Conhecendo a Usiminas e Aventura no Viveiro

Com o intuito de agregar conhecimento e novas experiências para o calendário escolar do Vale do Aço, a Ação Educativa do Instituto Cultural Usiminas ofereceu duas novidades em sua programação em 2017: Conhecendo a Usiminas e Aventura no Viveiro. Uma visita lúdica e interativa à planta da Usina, em Ipatinga, levou mais de 900 pessoas para conhecer o processo de produção do aço na Usiminas. Já no Aventura no Viveiro, mais de 760 participantes fizeram um passeio pelo Viveiro de Mudas da Usiminas e, por meio de uma contação de histórias, ouviram e falaram sobre meio ambiente, preservação e sustentabilidade.

Colaboradores Usiminas

O Instituto atuou também junto às unidades das empresas Usiminas, oferecendo aos colaboradores momentos de diversão e descontração em atividades culturais, sorteios de cortesias e livros e vagas em projetos de formação esportiva e artísticas, beneficiando os empregados de Ipatinga, Belo Horizonte, Santa Luzia, Betim, São Paulo, Cubatão, Guarulhos, Taubaté, Porto Alegre, Suape e Vitória. Um dos destaques foi a inauguração de Espaços de Leitura em cinco unidades. Ao todo, foram distribuídos mais de 10 mil títulos em espaços de leitura instalados na Soluções Usiminas (Guarulhos/SP e Santa Luzia/MG), Sede da Usiminas (Belo Horizonte-MG), na Usina de Cubatão (SP), e na Usina de Ipatinga, que teve reinaugurada a Biblioteca Central de Ideias.

Programa Eu dou valor

Com o objetivo de dar continuidade às atividades realizadas, o Instituto lançou no segundo semestre o Programa Eu Dou Valor, que viabiliza a parceria da comunidade às diversas ações realizadas pelo Instituto, possibilitando que contribuintes que declaram imposto de renda no modelo completo destinem 6% do valor devido para um projeto cultural do próprio Instituto aprovado no Ministério da Cultura. A doação se reverte em diversas atividades culturais além de movimentar uma grande cadeia da economia onde as ações são realizadas.

Durante todo o ano de 2017, o Instituto Cultural Usiminas investiu em ações sociais, culturais e esportivas que contribuíram para o desenvolvimento de milhares de pessoas.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×
%d blogueiros gostam disto: