18º Prêmio Arte na Escola Cidadã

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Estão abertas as inscrições para o maior prêmio do Brasil voltado
exclusivamente para professores de Arte.

 

  • Valorizar e incentivar o ensino de Arte no Brasil são os objetivos do Prêmio Arte na
    Escola Cidadã, realizado pelo Instituto Arte na Escola por meio da Lei de Incentivo à
    Cultura, com patrocínio do Banco Bradesco. Desde sua primeira edição, em 2000, o
    Prêmio conta também com a cooperação da UNESCO no Brasil.
    Hoje, o país tem mais de 500 mil professores ministrando a disciplina de Artes na
    Educação Básica. Com a missão de reconhecer e dar visibilidade a projetos exemplares
    na área de Artes, o Prêmio Arte na Escola Cidadã faz um mapeamento de trabalhos
    desenvolvidos em escolas das cinco regiões do país. Nesta 18ª edição do Prêmio, os
    professores poderão se inscrever até o dia 28 de maio.
    Inscrições
    As inscrições devem ser feitas exclusivamente através do
    site www.artenaescola.org.br/premio, até o dia 28 de maio de 2017. Todos os inscritos
    receberão um material com proposta educativa a partir da obra “Puros e Duros”
    (1991), de Leonilson, artista homenageado nesta 18ª edição do Prêmio.

Quem pode participar?
São cinco categorias de premiação: Educação Infantil, Ensino Fundamental 1, Ensino
Fundamental 2, Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos (EJA). Podem participar
professores que tenham desenvolvido projetos em Artes Visuais, Dança, Música ou
Teatro, entre 2015 e maio de 2017, em escolas de ensino regular, públicas ou
particulares.
Premiação
Os projetos finalistas serão analisados por uma Comissão Nacional, formada por
especialistas em educação e em cada uma das linguagens da Arte.

Os professores premiados recebem R$ 10 mil, publicações e certificado, além de
participarem da cerimônia de premiação e de vivências culturais na cidade de São
Paulo. As escolas nas quais os projetos foram desenvolvidos também recebem
prêmios, como equipamentos e publicações para a biblioteca.
Cada professor vencedor tem ainda seu projeto registrado em um documentário
produzido pelo Instituto Arte na Escola. Após a cerimônia de premiação, os cinco
documentários produzidos se desdobram em materiais de formação para outros
professores de Artes.
Puros e duros
A obra Puros e Duros (1991), de Leonilson, foi a referência artística para a iconografia
do 18º Prêmio Arte na Escola Cidadã. A imagem foi gentilmente cedida pelo Projeto
Leonilson para esta edição do Prêmio.
“Eu sempre tive o costume de escrever bastante. Eu tenho gavetas com coisas escritas.
Mas eu também pinto, eu também bordo, eu faço desenho. Esses trabalhos são a
minha autobiografia. São meu diário.” Leonilson (GOIS, 2015, p. 81.)
Saiba mais sobre o Prêmio Arte na Escola Cidadã
Vídeo de apresentação: https://www.youtube.com/watch?v=YBFeGTXFHho
Site: www.artenaescola.org.br/premio
Telefone: (11) 3103-8064/8091
Facebook: www.facebook.com/instituto.artenaescola
E-mail: premio@artenaescola.org.br
Informações à imprensa
Maíra Martinez
maira@artenaescola.org.br

Sobre o Instituto Arte na Escola – O Instituto Arte na Escola, que tem a Fundação
Iochpe como principal mantenedora, é uma associação civil sem fins lucrativos criada
em 1989 com o objetivo de incentivar e qualificar o ensino da Arte. O Instituto
desenvolve materiais educativos e articula a Rede Arte na Escola, hoje com 39 Polos
localizados em universidades, instituições culturais e educacionais, que atuam na
formação continuada de professores da Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino
Médio e Educação de Jovens e Adultos – EJA.
Sobre a Fundação Iochpe – Criada em 1989 pela Iochpe-Maxion S/A, grupo
empresarial com atuação nos setores de autopeças e equipamentos ferroviários, a Fundação Iochpe desenvolve programas de qualificação nas áreas de arte-educação e
formação técnica profissional, em parceria com organizações públicas e privadas.
Sobre a UNESCO – A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a
Cultura (UNESCO) é uma agência da ONU criada para trabalhar por uma cultura de paz
entre os povos, por meio de ações em educação, ciências, cultura e comunicação. A
Organização tem convicção de que suas áreas de mandato têm o poder de promover
um mundo mais justo, inclusivo, humano e sustentável para todos. No Brasil, a
UNESCO atua por meio de projetos de cooperação para melhorar a qualidade da
educação, erradicar a pobreza, promover o respeito aos direitos humanos, dar acesso
à cultura e garantir direitos fundamentais.
Sobre o Bradesco Cultura – Com mais de 350 projetos patrocinados anualmente, o
Bradesco acredita que a cultura é um agente transformador da sociedade. O Banco
apoia iniciativas que contribuem para a sustentabilidade de manifestações culturais
que acontecem de norte a sul do país, reforçando o seu compromisso com a
democratização da arte. Com apoio a eventos regionais, museus, feiras, exposições,
centros culturais, orquestras, musicais e muitos outros, a instituição possui, ainda, uma
plataforma de naming rights com o Teatro Bradesco, que conta com unidades em São
Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro. A temporada cultural de 2017 inicia com o
patrocínio para exposições que narram a trajetória da artista Anita Malfatti e do
executivo Steve Jobs.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×
%d blogueiros gostam disto: