Um apaixonado pela cultura hip-hop

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Ao final dos anos 80, quando estava na moda a dance music, chamada na época de house, muitos adolescentes sonhavam em ser DJ. O mogiano Gilberto Yoshinaga não foi um destes jovens, mas o seu irmão mais velho Fábio sim. Aos 15 anos, Fábio tinha com outros amigos um grupo de Djs interessados no ritmo que estava em alta. Por isso, ao receber um disco de rap, eles não deram atenção. Foi aí que Gilberto teve a primeira oportunidade de ouvir o estilo e não parou mais. Cada vez mais conhecedor da cultura hip-hop, o mogiano foi para Bauru, estudar jornalismo na Universidade Estadual Paulista (Unesp), onde se formou em 2001. Ele conseguiu unir o amor à profissão e, hoje, é autor do livro “Nelson Triunfo – Do Sertão ao Hip-Hop” e organizou a publicação “Thaíde – 30 Anos Mandando a Letra”.
Gilberto lembra que ainda garoto conheceu Alexandre Bizzolato e DJ Pantera, a dupla que formava o DeciBass MC’s. Ele começou, então, a andar com os rappers, que o trouxeram muitas influências, além de o levarem para bailes de hip-hop periféricos, para que ele pudesse, enfim, conhecer de perto a cultura. Foi assim que o jornalista começou a adquirir sua bagagem e descobrir grandes nomes e ídolos.
Tendo tudo isso muito mais como um hobby. Assim que se formou, Gilberto chegou a trabalhar em jornais da Região, da Capital e até mesmo morou no Japão por quatro anos, onde escrevia em uma revista voltada para os brasileiros que viviam por lá. Nesta época, como jornalista, ele chegou a redigir para as mais diversas editorias. Em 2009, voltou para o Brasil e ficou por seis meses trabalhando em um jornal em São Paulo.
Durante este período, Gilberto sonhou que escreveu um livro sobre Nelson Triunfo, um dos maiores representantes do movimento hip-hop do País. Sem coragem de pedir demissão, o mogiano teve de esperar até que fosse demitido para criar a coragem necessária de realizar seu sonho. Ele ficou pouco mais de três anos se dedicando inteiramente às entrevistas e pesquisas para que pudesse escrever a biografia. Foi a Triunfo, em Fortaleza, cidade natal de Nelson, a Paulo Afonso, na Bahia, a Brasília e ao Rio de Janeiro, locais que estiveram diretamente ligados à história do dançarino. Quando estava com tudo pronto, Gilberto fundou a Editora Shuriken, para que tivesse seu livro publicado.
Em março de 2014 “Nelson Triunfo – Do Sertão ao Hip-Hop” finalmente foi lançado. Cinco mil edições foram produzidas e, nestes dois anos, cerca de 3 mil já foram vendidas. Com o sucesso da publicação, Gilberto foi convidado para escrever a biografia do rapper Thaíde, que comemora agora 30 anos de carreira. Antes disso, lançou, no mês passado, um livro com letras comentadas do artista, intitulado “Thaíde – 30 Anos Mandando a Letra”. A publicação que conta a história do rapper também já está pronta e deve ser publicada em breve.
A carreira de biógrafo do mogiano vem dando certo e ele já chegou a receber algumas sondagens de outros artistas. Entretanto, outro sonho que ele pretende realizar é a publicação de um livro, desta vez infantil, também pela Shuriken, que não deve demorar a acontecer. (Larissa Rodrigues – Especial para O Diário)

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×
%d blogueiros gostam disto: